Sou muita ternura ou chama , sou amor e paixão , sou meiga e sonhadora, uma sonhadora eterna ! Sou assim e assim, romantica , selvagem, calma e feroz, mas... sincera

Eu mesma!

Selo para Levar Consigo


sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Vida!

Cresço,vivo,no giro da vida,encontro-me,tropeço,levanto-me,olho para trás...despedida...cicatrizes,saudades,memórias,palavras,sentimentos que vivem,calam e renascem...escrevo,aprendo,renovo-me, porque a vida não pode esperar...sim,para voar...dançando...respiro o perfume da rosa sua brisa delicada e da relva cortada...oiço a melodia dos pássaros...aprecio o aroma do leite quente, seu cheiro envolvente e no ar a mistura de trigo,o sabor da canela,café e mel
Amo a vida,cheirar,sentir,admirar...os raios de sol acarinhar,os pingos da chuva...frescura,orvalho,loucura...e o mar! que beija o meu olhar
A arte...é a vida 
Sonhar, crescer,amar, viver






Sobremesa do prazer

Toca-me...
Mas toca com asas de sonho
Em paraísos de vento
Suave
Ternurento
E
Tu sorridente
O meu olhar que te abraça
Quente...

Num sopro
Delicado, extasiante
Fruta desejo
Entrelaçados beijos
Baunilha, avelã
Sabor quero mais...
Chocolate, maçã

Saboreia...
Os lábios gulosos
Em gelado de natas
Versos de carinhos
Na língua adocicada
Que te provoca
Apaixonada

Beija-me...
Sente o prazer eterno

Serei sobremesa
Na tua boca
Frio,doce,arrepio,quente
No teu corpo
Curiosa surpresa...


quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Alma primavera

Despertei com o teu beijo no coração e acariciei a minha pele com a memória do teu cheiro doce e quente,fechei os olhos e plena de emoção senti-te...abraçar-me como uma rosa nas tuas mãos ternamente...vesti-me de ti...passeei-me na primavera...borboletas sorriam na dança do vento e tu...sempre presente...num véu de sonhos,entreguei o meu corpo ao luar...despida pelo brilho do teu olhar...adormeci flor na alma,feliz por te amar...lençóis perfumados na cama...só tu e eu...renasci...tua...meu...nua

Sou saudades...acordo com o sol num jardim de inverno...na alma a primavera ...

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Inferno sentido

Desejo-te...
No luar dos meus anseios
Mais profundos e secretos
Ser o fogo da paixão
Em ondas de emoção
Vem!

Devoro-te ...
No sal da pele nua
Respiro a tua fragrância
Em corpo fervescente
A tentação de ser só tua

Arrepia-me...

A tentação de ser só tua

O êxtase de almas
Da flor ardente
Num mar de chamas
Enlouquece-me livremente

Sentindo o inferno
De corpos em diálogo
Rios de beijos
Suados,salgados
Com a tua boca
No doce eterno
Brinca língua louca

Corações sentidos
Transpirados... unidos
O amor e paixão
Numa ganância sem perdão

O prazer?
Sem limites...

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Flutua



Flutua...respira-me...corpos perfumados num ligeiro toque de perfume terra adocicado...perde-te neste frenesim,fecha os olhos...e no olhar do coração...chama por mim...

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Cigano do amor

Sorriso malandro e ousado
Olhar profundo e brilhante
És o meu delírio abraçado
Atraente e provocante

Encantas-me sem palavras
Oiço o "toque"nas guitarras
Coração num mar de chamas
A sombra do lobo na fogueira
Diabruras desejadas
Com garra dançando na poeira

Sorris-me na melodia
Passeias-me com os teus dedos por inteira
Tocas-me com alegria
Doçura suada em
gotas salgadas
Beijas-me os lábios com ousadia
Para me provocar e fico exaltada

Ao sabor da tua voz...sinto-me nas
tuas mãos
Deliro nas asas do vento quente
Nossos corpos unidos
no chão 
Danças comigo na pele ardente
Entrego-me liberta sem estar atenta
O amor que arde no sol paixão

 Loucura,aventura,abismal
 Visto-me cigana na mente
És gemido,chuva doce sem igual

Delirei...entre a terra e o céu
Voei no pensamento

Dançamos com os pés descalços na grama
Molhados de orvalho,sou tua és meu
O êxtase na relva sem cama
Natureza pura de sentimento

Esta é a união ...
Encontrei o meu cigano
Meu espírito
Meu corpo
Regozijo-me!

sábado, 21 de janeiro de 2012

Beijo flor




Preciso...
Abraçar-te o coração
Tão docemente
Como uma rosa nas minhas mãos
 Ser a meiga fragrância que respiras 
Quando te perfumas suavemente

Preciso...
Ser suspiro de orvalho
Primavera florida
Ternamente com amor 
 Tocar-te num beijo em flor a vida

Ser borboleta 
Passear-te com emoção 
 Adormecer em ti poeta
Acariciar-te com asas discretas
Forradas de paixão

Preciso...
Sentir-me tua 



sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Sonhei-te

Sonhei-te...
No meu coração
O profundo
silêncio
Da tua voz
Um adeus calado,frio

Palavras que ferem a emoção

A última estrofe de uma alma ferida

No piano a melodia da triste poesia

Saudade atormentada

Longe do Douro
No meu grito calada
Procuro-te nos sonhos
Por palavras desfolhadas
Nos labirintos do
escuro

Abro as asas...
E suavemente,docemente
Adormeço a dor
Nas nuvens do tempo
Onde tu um sonho
Minha alma guarda
Eternamente

Sim! eu vou continuar
Esquecendo-me
De te tentar alcançar
Cansada de procurar
As memórias vividas
Dos teus olhos
Sem luz...

Na minha lembrança
Apenas um sorriso
Que senti nos teus lábios
Um abraço sentido
Mas pelo vento indeciso
Um amor...
Esquecido,perdido

Sem esperança


Oiço...as lágrimas na tua voz

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Aventura sem medida


Ao longe vejo um navio
Respiro o aroma sal e quente
Bandeiras de espada caveira
O canto de um papagaio
Sorrisos de fogo latino
Seduzem-me por inteira

Vem a brisa tu chegas...

Com calor da viagem
Ancorado nesta ilha
Sorris-me triunfante
Nos dedos a cigarrilha
Selvagem e provocante
Tocas-me com olhar malandro
Deliro nesse mesmo instante

Vem, meu pirata ...

Desarrumado, arrepiante
Vem... sem casaco nem gravata
Odor inebriante...
Corpo sol,despenteado
Perco-me no mistério do teu mar
Destino incerto...na vida apaixonado
Viajo o mundo no teu olhar

Fico louca...louca por ti

Quero-te!

Corpo escultura
Que almejo explorar
Lábios aventura
Veludo, suaves, carnudos
Boca de loucura ardente
Olhar vadio,castanhos
Aroma de mar e terra atraente
Aventureiros!
 
Selvagem e indomada, seduzo a tua boca
Num beijo apaixonado, cheio de desejo

Tocas-me...

Por garras afiadas
Desejadas
Língua
Na pele molhada
Sem palavras
O sal em suor
Sabor
Num doce ardor
Mergulhamos na maresia
Peles quentes!
Que da ousadia escorre alegria
Finalmente!
O nosso prazer
Em...
Corpos ardentes



Há! meu pirata!
Aventura eternamente

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

És meu,sou tua

Mãos deslizam sobre o meu corpo...
Veludo...negro,suave...cobrindo meus seios
O casaco que sua na pele arrepiada
Calor, desejos na mente coloridos
Fico louca...acaricio-me apaixonada

Olho-te...

Embriaga-te com o meu odor
Delicia o segredo orvalho doçura
Sente as gotas da vida...que respiras sedutor
Sou ternura,emoç
ão,loucura

Despes-me...delirante
Furtiva sinto o teu toque
Respiração ofegante
Que me beija por caricias
 Prazer em ondas gemidos...estonteante!
Plena e infinita absorção
Sentidos que provocam a malícia
Na boca do vulcão 

Provoco-te!
Bocas de sede...desejos...mentalmente
Na pele rosada...fisicamente...arrepiar-te ....
Nas águas mais íntimas curiosa levar-te
Na escuridão do prazer...dominar-te!

Sou tua na pele nua,escaldante
Ardente
E no teu corpo o meu corpo
Quente...

 E entregue á paixão sem igual
Sou delírio,sensaç
ão,anseios
Amor, carinho, loucura astral
Felina, fêmea, o teu devaneio
O teu sonho mais desejado e lua 


És meu...sou tua


Fotografia: Antonio Carlos Carvalho

domingo, 15 de janeiro de 2012

Asas no coração

Quero tocar-te,como tu és,hoje,amanhã e depois,ser chuva,vento e sol...acariciar-te ...
Quero beijar-te,boca com boca,do sorriso com os lábios,do abraço com a ternura,do silêncio com a poesia,ser a tua estrela e sempre com loucura
Quero (te) estar em ti, suspirar,amar-te,ouvir-te e acarinhar-te ser o teu luar
Ser poema...para tocar-te com palavras,intensas e calmas,sonhadas, sentidas...como as ondas do mar que dançam sem rimas...
Ser a tua flor e tu respiras sou o teu perfume,bocas sem palavras,sentidos aflorados,brisas delicadas
Amor e paixão de mãos dadas
Sim...
Quero-te num todo com emoção 
Voar 
As asas no coração 

Amo-te 
Só isso, apenas te amo

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Paraíso


Fome...
Da pele salgada
Que nos consome
Nas areias desta praia
Iluminada 
Corpo de algas perfumado
O aroma de maresia
E palmeiras de papaia
Seda esvoaçante na brisa quente
Carícias de sol amado
Sorriem num beijo amor 
O paraíso presente
Da paixão com calor...



quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Melodia da alma



Abri a janela
Beijei o silêncio
No luar
Toquei o vento
Que me acaricia
O rosto sem tempo

As lágrimas são pétalas
Que dançam na alma
Rosas perfumadas
Deste amor á distância

E assim aprendi
A ouvir nas palavras
Que toco para ti
Melodias de letras
Que sentem

O silêncio...

Chuva de estrelas

O teu abraço acariciar
Quando a chuva cai
Adormecer no teu olhar


Sorri o dia
Radiante!
A estrela
Da redenção
A paz interior
No coração da paixão


Gotas...
Flores e folhas
Desabrochando...
Os sonhos em aguarelas
Do nosso amor

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Amor distante


Amor distante
Frio
Quente
Delirante
Amor sentido
Esperado
Encarecido

Destino
Ilusão
Esperas
Na solidão
Na esperança
Palavras
Confessadas
Amargas
Ditas
E que sintas

Lágrimas
Amantes
 Almas delicadas
Tão perto
Longe no deserto
O sol no coração
Sozinhos na luz
Em chuvas de verão

Rios de sal
Aqui, ali
Oceano doce
 Em mim,por ti
Sorriso,magia...
Beijo flor
Sentidos com alegria
Sol,calor

Olhar distante
Na memória
A tua voz marcante
Abraços de lábios
Na minha mente
Estrelas e versos

Um dia acordo

Voo sem ti...na memória 
A paixão que ficou por se dar...
A nossa história ?


domingo, 8 de janeiro de 2012

Alma com asas

Onde a fantasia e a imaginação, sorriem tímidas
Sou atraída por melodias,brisas, brilhos de magia

Voa...alma com asas brancas
Como passarinho no azul sem tempo
Nas estrelas um violino de prata
Sussurra a sinfonia na dança do vento
Desperta no calor da tua voz
O céu embriagado e com timidez
Toca serenatas sem noção p´la brisa veloz
Então, meu amor
Viajo pelo mundo com esperança
De um dia te encontrar
Na memória da lembrança
As gaivotas batem no meu peito ....
Com saudades e nuas
Livres e sem algemas no meu sonho perfeito

Visto-me no silêncio com versos da tua essência
Dispo a alma da chuva solidão
A poesia toca as estrelas na tua ausência
Palavras soltas,escritas,em nuvens de algodão
Asas mudas no teu pensamento
Onde a razão, perde a consciência
O amor renasce no sol do coração


Sou alma que viaja no espaço
A lua e as estrelas pressinto
Beijo com as minhas penas o teu abraço

Onde tu e eu, somos um só
Procuro por ti em mim…
Onde tu estás, somos um sempre

O silêncio eterno ...



sábado, 7 de janeiro de 2012

Oceano encantado

A paz encontrei das minhas lágrimas de saudade...
No coração do mar,o profundo olhar,entre a minha alma e o mistério sagrado,flutuo entre ondas de beijos delicados num turbilhão de abraços,onde os sentimentos são versos de antigos sonetos,e eu,a sereia Lígea
neste azul harmonia,mergulho em flores brancas longe dos meus tormentos
O Eros ouve a melodia das
profundezas do oceano encantado,o seu amor em silêncio dança ...enamorado
Um acorde flauta sorri nas conchas douradas
E eu...canto... apaixonada

Ouvem?
A voz do amor

Lágrimas da saudade


As minhas lágrimas caem do céu
Leves,com asas de vento
Beijam a Terra
Abraçam o mar com sentimento

Voam com os pássaros
Pousam numa folha branca
Por magia
Tinta de penas
E surgem numa carta
esperança
As palavras despidas
Com essência maresia
Para ti...

O que fazes com as minhas lágrimas ...? 

O silêncio do tempo

Quando sentires a natureza nos teus pensamentos, são as minhas lágrimas mortas e com saudade que desaguam no rio do teu esquecimento, o vento são os meus suspiros que beijam as folhas das árvores,onde o destino,seu caminho forrado de outono chorou nas minhas mãos...conta as que voam e flutuam no chão,são meses de espera por um sonho de amor que o tempo esqueceu na solidão
 As aves gritam no silêncio do inverno
É isso
Amei-te....

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Provoca-me

Provoca-me
Com o teu olhar
 Passeia-me como vento veloz
Beija-me o corpo sem tocar
Num ritmo suave, feroz

Desafia-me...
Vicia-me a mente em delírios de paixão
Abraça o desejo e descobre a mulher
Quente é a dor que excita o toque com tesão
O fogo que nasce em mim só será prazer
Se souberes descobrir a fonte que o faz viver...

Prova-me...
Fruta encarnada,ao natural,madura
Degusta-me devagar
Sou loucura,ternura e aventura
Cereja doce,licor antigo
Bebe-me, para te embriagar
Boca quente e sensual,sabor divino
 A tua sede é sherry nos meus lábios
 Rasga-me a carne num delírio vivo

Despe-me...veste-me

O fogo tentação com a tua pele

quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Prazer dos sentidos

Estás pronto?

Quero-te refém
dos meus caprichos
envoltos em cosmos
no tempo esquecidos

Vem....

Desejo perder-me
em ti
quando me tocas 
por ti
em fogo e pimenta
o sabor picante
escaldante
ser barulhenta
vulcão gemido
sem estar atenta
pele com pele
corpos suados
o odor de pecado

Balançando nos sentidos
respiração ofegante
nossos corpos
aquecidos...
por mistérios delirantes
entrelaçados na loucura
explosão!
sem sentido nem razão
pura emoção

Sim...quero-te

ternura

A ternura dos teus dedos é borboleta que abraça suavemente a minha pele, o sopro dos teus lábios é... brisa na flor do desejo,sorriem-me num beijo

Suspirei ...libertando-me ...entreguei-me


Senti-te ... renasci, amei-te e voltei a mim...

Tango do amor


 Danças comigo ? 
a nossa dança... 

Sussurro-te
  sentes a nossa melodia ?

Num sentimento
em trajes de mágica
flutuamos no chão
envoltos num manto de graça
em luares de emoção
o sol  que nos abraça
no coração

  Sim... sinto-a, sinto-te

 Alcanças as estrelas?

Balançando ...sim, voamos
suavemente em corpos de seda
o piano toca suavemente
em sintonia com o silêncio
num véu de toques ardentes
e as estrelas ambiente
sorriem o nosso perfume
vestidos de pele  e desejo
unidos num doce beijo

 Vem...dança comigo

 Nossos corpos seduzidos
pelo toque do olhar
o prazer de amar
no infinito dos sentidos


 Sim...eu danço
o nosso último tango  de amor
contigo



Eva selvagem

Sou "Eva" selvagem
Perde-te no sonho
Do prazer desta viagem
Eterno
É..
O meu beijo que queima...

Pele em flor...
Sentidos apurados
Provocam
A tua mente...
De desejos camuflados
 
Toca-me...
Com lábios e pecados 
Sem limites no espaço
Em corpos suados

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Pele

A pele sente
Carícias mudas mas que tudo fala
Sua ...grita
Floresce e ama

Quero o teu amor
Tatuado no meu corpo
Olhar-te no meu silêncio
E beijar os gemidos de mistério
Que respiras quando me tocas...

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Inocente e nua

A noite despe-se no teu corpo
Lua nua e mulher
 Silenciosa e com ternura
Tocas-me o prazer
Fonte de doçura


 Envolvo-me na tua essência
  Sem amanhecer...

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Beijo de rosa


A tempestade que arrepia na tua mente
É  tempo... dos meus sopros na tua pele...
Brisa doce,chuva quente,vento ardente
Sou tua nos beijos nus
O teu corpo um espelho
Da minha boca faminta e despida de tabus

Da rosa mulher

Romântica e pura
A rosa prazer
Fogo e aventura

Qual a rosa que que contigo acorda?

domingo, 1 de janeiro de 2012

Decifra-me


Encontras-me...
Junto ao rio
Onde brilha o luar
Por amar-te eu sorrio

Lembro-te!
Esquecida
E
Abraçada pelo nada
Num deserto  frio
Magoada 
O teu olhar que ama
Nas palavras o vazio

És mil e uma noites no meu coração
Sonho com o que quero
És dor e saudade ,vazio e tentação
Acordo com o que não quero...
És norte sem destino
Pássaro vadio... 


Sou...
A rosa branca sem espinhos
E a rosa vermelha ardente
Choro lágrimas no caminho 
Ou sou o desafio na tua mente

Não...
Decifra-me
Nas entrelinhas
Do que escrevo
Nos versos que gritam
Em silêncio

Voa com o pensamento...






Dedicado a D. S.




Viciada

Vicia-me
No teu sussurro
Que me sinto ser tua
Embriaga-me
Gole por gole na tua boca nua
O néctar que nos teus beijos sacio
A sede que me sufoca e sua

Provoca-me
Com os teus dedos seda e flor
Passeia-me
Aquecendo-me por inteira
Perco-me
Em gemidos e magia
Acaricio-te...
Loucura quente e fria
No teu corpo a emoção
Arrepia-te 

Bebo-te com paixão

Entrega-te
Os teus olhos satisfaço
Sou a rosa mulher
E no céu do teu abraço
Perfumada da tua pele
Adormeço
E ao acordar
Dispo-me no teu olhar 


 Sem somente um toque teu...
O meu segredo...



Toco-me


Procurei-me no silêncio
Da noite nua
Procurei a poesia
Com o teu nome
E sentir-me tua
Procurei as palavras para chamar por ti
Procurei-me no mistério
Para te encontrar na magia da lua

Na tua ausência

Perfumei os meus versos
De pétalas com a tua essência
Para te sentir nas entrelinhas
O amor que beijei nos teus lábios

Escrevo-te...


Em mim guardo aromas, o teu sabor

O perfume das rosas no inverno
O som do teu sorriso,o teu delicado rosto
O corpo vento terno


És meu apenas com as palavras
Sinto a saudade
Durante a madrugada

Tão intenso, tão íntimo
Aquele jeito quando me tocavas
Abraço-te (me) com as letras
Solto-as
Para te sentir próximo
Sorriem nos meus dedos
As tuas mãos brancas,delicadas...

Respiro-te... 

Quando me toco
És tu que me beijas ...

Vénus


Luxúria e desejo
Inquieta
Na minha cama 
Ardente borboleta

Ofegante, delirante
Sou tua amante
E no pensamento
Esque
ço o mundo
Estonteante

Fulgor celeste
Expandir o libido
A pele brilhante
Inferno em dedos
Flamante
Desnudo-me 
Visto-me dos sentidos

Melodias sussurrantes
M
ãos ...numa rítmica contente

Loucura
Quente, húmida, rosa
A minha mente deseja...

Perco o controle
Por montes e vales
O frenesim do meu fogo
Em meu ventre de saudades
Rios de prazer gerado

Inferno vulcão
Tes
ão
Hó venus!

Mais que belo não pode ser
Prazer bem verdade!
 
Ousar e tocar
Os segredos 

Sim...gosto!