Sou muita ternura ou chama , sou amor e paixão , sou meiga e sonhadora, uma sonhadora eterna ! Sou assim e assim, romantica , selvagem, calma e feroz, mas... sincera

Eu mesma!

Selo para Levar Consigo


terça-feira, 22 de maio de 2012

Tua

As tuas mãos tocam-me...é...eu voo
Realidade? sonho?

Quando me tocas...o corpo treme
Flutuando nas nuvens, os sentidos na lua 
Tonturas...provocas-me,a pele freme  
Não sei onde estou,sou apenas tua
Respiração pesada
Não sei o que acontece
Está em toda parte
Acaricias-me...e tudo me aquece
Malandros os dedos
Gritam loucura
Desvendas os segredos
Na carne nua
Malandra...irrequieta
Despertas-me os desejos
A língua percorre discreta
E tudo num só beijo
Sou a tua perdição
Vento que arrepia no ventre
Suspiras,extasiante,és a minha tentação
Chuva na pele,olhares perdidos, saliva ardente
Gosto do pecado,alternado,alongado
Ouvir o prazer,orvalho corrente
Bebo da tua seiva com minha boca quente...
Quero-te...arrepiado,viciado,louco e por fim cansado

A c o r d a s  e m  m i m...

domingo, 20 de maio de 2012

Pergunto-me

Perdeste-me naquela noite quando o teu olhar falava a incerteza e as palavras disseram adeus com firmeza...
Perdi-te quando senti no teu beijo uma ansiedade para me amares,mas a mente gritava distância...ausente,como as ondas do mar sempre em mudança

Tentei dizer-te o que sinto...mas não ouvis-te,escrever-te...mas nunca lês-te...esperei sóis ao acordar e luares ao adormecer,chorei o teu silêncio

Sozinha na luz do tempo pergunto-me onde devo ir,se eu estou contigo em qualquer lugar e cada momento é eterno que me convida a ficar

O que posso mais ouvir,se cada cada palavra tua vive em mim, é eco...
Carinhosa na voz da solidão...

Cada som do teu sorriso é ternura onde adormeço

O que devo procurar,se tudo está guardado dentro de mim?
Num baú sem cor,vestido de saudade,dor e ansiedade por não te ter
Visto a alma da tua ausência para jamais te esquecer


Adormeço os olhos para recordar e toda a esperança é renovada,viajo na memória de paixões adiadas,toques apaixonados,desejos sentidos,letras trocadas e sonhos nunca esquecidos

Nas horas vazias as lágrimas são recordações que caem com nostalgia na minha mão,vem o sol da primavera que ousa entrar e sorri-me a magia no coração,faz-se luz na escuridão

...Nada mais procuro,o que devo desejar?


Nas asas do sentimento,voo no pensamento


sábado, 12 de maio de 2012

Voa... voa


Meu amor...escuta a voz do coração

O meu pensamento tem asas...voo na magia da noite num sonho azul sem despertar, visto-me de estrelas...dança a fantasia no céu, alma com emoção,no infinito da minha mente,palavras...aguarelas coloridas, longe da escuridão,dispo-me das lágrimas...pura satisfação
No horizonte um lago cristalino com a luz do arco-íris,adornado de rosas e flores azuis...

Queres saber o que sinto? 


Escrevo-te ao anoitecer...

Vivo a  fantasia,sorri-me o teu olhar
longe da solidão...atraída por poesia,melodias e letras, sinto na seda dos dedos o coração despertar, desejos secretos...que nascem em versos para te abraçar...rimas que vivem a sensação,pergaminhos brilhantes com letras de carinhos,num poema salpicado de luz e paixão

 Escrevo ...
O mais belo dos poemas...iluminado de amor e saudade
  Espero por ti...espero (te) ao amanhecer...

Mas o sol acorda e eu não te encontrei...apenas o sonho e o poema que nunca lês-te... adormecido nas estrelas que para ti escrevi e na alma do tempo guardei...



terça-feira, 8 de maio de 2012

Escreve-me

 Escreve-me ...
Onde leia com os teus olhos
E as palavras sopram vida
São... beijos que me dás
E nos meus lábios,a tua boca oferecida
Do amor que juramos e os segredos que contamos noites caídas

Escreve-me...
Onde oiça a tua respiração nas rimas com emoção
O meu corpo delira,ama (te),delicia-te em cada virgula escondida
Ouvir(te) o sentimento que fala em cada letra mesmo quando dizes não
Sentir-te na pele tremula e ler a  paixão contida

Escreve-me...
O teu sorriso,o sol da alegria e as nossas fantasias
A nossa história com magia,ousadia,calmaria...
Ondas calmas e rebeldes e o mar é poesia,brisas delicadas

Provoca-me...se fores capaz
Quero-te nu, despido de todos os segredos,livre no coração
Cada virgula, cada acento,cada parágrafo
Navegar nas tuas palavras e perder-me no teu corpo poema
Rebeldia do pecado e sem autógrafo...

Quero ler-te...ouvir-te,tocar-te meu amor

Quero-te romântico, amoroso,selvagem e misterioso, poeta e menino sonhador

A essência do prazer

E s p e r o -te
És o meu desafio, trovão, prazer, vulcão, anoitecer
olhar felino, faminto, latino, puro instinto
és aroma, terra, mar e amanhecer

Sente (me)
A brisa  é caricia que se agita nos cabelos
desnudo-te o olhar, ardentemente, beijo-te na mente
respiro nos meus poros os teus e embalo-me nos sentidos
entre os lençóis de algas perfumadas nossos desejos alterados, ansiosamente

Oiço o amor
no voo dos teus dedos que ondeiam sobre a pele e se fundem em esplendor
dançam, silêncios gritantes, cantam mistério, soluços e preces
um arrepio na carne, és sol que me toca e a paixão provoca, sedutor

Sacio a minha fome num frenesim alternado e alongado
bebo dos teus lábios, o mel que desagua na doce boca
entramos numa viagem sem retorno e em êxtase deliramos
prazeres misturados, estremecidos, na boca do corpo salgado
namoras-me e todo o nosso corpo é chuva onde nos amamos


(onde me afogo e em ti mergulho)


Razão? 
perdemos a consciência e a loucura é a nossa essência 
( longe do perdão)

quarta-feira, 2 de maio de 2012

Sonho (te)

É por calar no silêncio que a saudade ouve o meu pensamento
As flores dançam tímidas ao som do vento...chuva de pétalas que insistem em cair levemente
São...gotas de orvalho perfumadas do teu cheiro...respiro-as e assim lembro-te por inteiro

Sinto-te em mim e o corpo chama por ti...
Sou tua,és-me boca num beijo, toque com ternura,desejo e loucura
És sol...sorriem-me os teus dedos na pele...quentes,as tuas mãos soltam versos,gemidos que me tocam e na magia do azul és luar,num abraço que me embala docemente,adormeço no brilho do teu olhar...vejo-te no sonho,acaricias-me na mente...

Um dia os sentidos adormecem suas asas no tempo...a saudade afoga as ilusões no esquecimento
Então...sonha a gaivota...dança solitária,sem porto de abrigo,rumo ao infinito e renasce no arco-íris do coração
Digo-te adeus na esperança de um novo amanhecer
Acordo...tenho-te na lembrança da alma com emoção

De amor,sonhos e paixão…és-me melodia num poema...
Como foi lindo o nosso amor que se fez poesia num voo de uma canção