Sou muita ternura ou chama , sou amor e paixão , sou meiga e sonhadora, uma sonhadora eterna ! Sou assim e assim, romantica , selvagem, calma e feroz, mas... sincera

Eu mesma!

Selo para Levar Consigo


domingo, 12 de fevereiro de 2012

Solidão no tempo

Uma canção ecoa na minha mente
De um violino em lágrimas
Não é a solidão mas sim melancolia
Chuva de pétalas do céu caídas
De um passado ainda presente

O medo que por vezes sinto são memórias
Humor depressivo de um sonho por abraçar
De uma história de vida sem asas
Fome...de ti e vontade de chorar
Sentimentos escondidos na pele gravadas
Quando eu não sabia onde queria estar

Pedaços de mim em ilusões
Uma ideia do ainda paira nas cordas...
A alma que chora as emoções

Só assim derivo em outro mundo...com a caneta
Na verdade, eu não sei exactamente por que eu escrevo
Não tenho expectativas, palavras estão guardadas na gaveta
Sou apenas uma pequena luz que ilumina a noite
Por vezes...na sala
Escuridão sem dia,poemas como companhia
Sou um livro guardado na prateleira sem fala
Por ti esquecida ...por ti poesia

Sou apenas uma personagem de um livro que nunca desfolhaste

4 comentários:

  1. Alma sentimento....esperança que se esfumaça lentamente.
    Beijinhos
    Manuela

    ResponderEliminar
  2. Foi dos poemas mais belos,entre os muito belos,que li.Parabens Paula.Adorei Adorei Tocou-me profundamente.Um beijo.

    ResponderEliminar
  3. É sim Manuela, alma sentimento,beijinhos minha querida,obrigada pelas tuas palavras sempre presentes,te adoro

    ResponderEliminar
  4. Obrigada Carlos pelo carinho das tuas palavras,beijinhos meu querido

    ResponderEliminar