Sou muita ternura ou chama , sou amor e paixão , sou meiga e sonhadora, uma sonhadora eterna ! Sou assim e assim, romantica , selvagem, calma e feroz, mas... sincera

Eu mesma!

Selo para Levar Consigo


terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Duas almas na Ribeira do Porto

Se eu soubesse, que seria a última vez que te via entrar pela porta, abraçaria, tudo o que existe para viver e amar num só dia, seria mistério, mulher, lua e fantasia
 não sofria, vivendo morta

Se eu soubesse, que era a última vez que ouviria a tua voz, cada palavra tua, seria poesia, para que eu pudesse ler, sem pranto, guardava cada gesto, canto, para mais tarde recordar, sem esta dor atroz

Se eu soubesse, que seria o último céu em que olhamos a ribeira, seria o sol no retrato que tiraste, a estrela no horizonte da alegria, no brilho do meu olhar, saberias, este amor foi magia

Se eu soubesse, que naquela noite a tua boca falava a despedida, seria a flor dos teus lábios, sentirias o prazer sem medida

És aquele que abracei num entardecer de outono e o tempo nunca esqueceu, o beijo antes de partires, o corpo junto ao meu e a memória grita, fui tua, não tem como esconder e dizer que não aconteceu, é mais forte do que eu, a minha pele arrepia, acredita

Não queiras abandonar-te na tristeza, no medo onde se escondem os segredos, perto do violino que guardas no peito, sou melodia que danço nos teus dedos, por ti, meu amor, choram as madrugadas para te escrever, aquelas lágrimas que rezaram à saudade, como poderei esquecer?

Escrevo-te hoje assim, simples, vives na minha alma eternamente
(é esta a carta que escrevi e nunca lês-te)


Dos meus lábios, nunca ouviste um adeus...



1 comentário:

  1. DEPOIS DE UMA PRIMEIRA CONSULTA, FIQUEI MARAVILHADO, GOSTARIA DE SEGUIR AS PUBLICAÇÕES DIARIAS,GOSREI MUITO DO QUE VI

    OBRIGADO

    ResponderEliminar